neljapäev, 3. juuli 2014

NOSSAS VIDAS SÃO CARTAS

Passar tempo na presença do Senhor produz uma manifestação de Cristo para um mundo perdido.

"Pelo que, tendo este ministério, assim como já alcançamos misericórdia, não desfalecemos; pelo contrário, rejeitamos as coisas ocultas, que são vergonhosas, não andando com astúcia, nem adulterando a palavra de Deus; mas, pela manifestação da verdade, nós nos recomendamos à consciência de todos os homens diante de Deus" (2 Coríntios 4:1-2).

Paulo está falando aqui de uma expressão visível. A manifestação é um "resplandecer" projetado para tornar algo claro e compreensível. Em resumo, Paulo está dizendo que somos chamados para tornar Jesus conhecido e compreendido por todas as pessoas. Em sua vida e na minha, deve haver um resplandecer da própria natureza e semelhança de Cristo.

Paulo leva esse conceito de manifestar Cristo ainda mais adiante. Ele diz que, na verdade, nós somos cartas de Deus para o mundo: "Vós sois a nossa carta, escrita em nossos corações, conhecida e lida por todos os homens, sendo manifestos como carta de Cristo, ministrada por nós, e escrita, não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas em tábuas de carne do coração"(2 Coríntios 3:2-3). Nossas vidas são cartas escritas pelo Espírito Santo e enviadas para um mundo perdido. E estamos sendo lidos continuamente por todos aqueles que nos rodeiam e observam as nossas vidas.

Como exatamente é que nos tornamos cartas de Deus para o mundo? Isso só acontece por obra do Espírito Santo. No momento em que somos salvos, o Espírito Santo imprime em nós a própria imagem de Jesus e Ele continua moldando esta imagem em nós em todos os momentos. A missão do Espírito é formar em nós a imagem de Cristo, tão verdadeira e precisa, que ela vai realmente perfurar a consciência das pessoas.